Suco. Refresco. Néctar.

E cada um deles ainda pode ser natural, dieta, light, zero, e uma infinidade de outras denominações. O número de bebidas de frutas disponíveis nas prateleiras dos supermercados é cada vez maior.

Mas você sabe o que significa cada um desses nomes, as vantagens e desvantagens de cada um? Você sabe realmente o que está comprando e bebendo?

Apesar de parecer uma interessante vantagem para o consumidor, nem todo suco de frutas industrializado oferece exatamente aquilo que promete.

Será que realmente existe alguma diferença entre esses produtos? Não seriam todos eles produzidos à base de frutas?

Aqui, você vai aprender a identificar as bebidas disponíveis no mercado e qual deles é a melhor opção para a sua dieta! Confira abaixo e tire suas dúvidas sobre esse assunto!

O que são refrescos?

Refrescos são produzidos com apenas 8 a 10% de suco natural da fruta, sendo o resto de sua composição elaborada com açúcares, aditivos, água e outros ingredientes que a indústria julgar necessários.

Essa é a formulação que apresenta maiores quantidades de vitaminas e sais minerais, já que elas são adicionadas à mistura ainda na preparação industrial desses produtos.

Mas não se engane: todas essas vitaminas e esses minerais são adicionados artificialmente, e seus benefícios passam despercebidos diante da enorme quantidade de açúcar, corantes, conservantes e outros aditivos deste tipo de bebida.

O que é néctar de frutas?

O néctar é um termo estabelecido pelo Ministério da Agricultura, que se refere às bebidas à base de frutas que contenham entre 20 e 30% de suco natural da fruta.

Os outros 70 ou 80% são completados com água, corantes, adoçantes, aditivos e outros ingredientes que vão produzir o sabor artificial dessa bebida.

O que são sucos?

Os sucos são as bebidas elaboradas com 100% de polpa de fruta.

Segundo normatização do Ministério da Agricultura, nessas bebidas não poderão ser adicionados aromas, corantes nem quaisquer outros produtos artificiais que simulem ou realcem o sabor da fruta.

O açúcar, nessas misturas, só pode chegar a 10% da formulação total.

É possível encontrar sucos de caixinha que são preparados com 100% de suco natural da fruta nos mercados, porém é preciso ficar atento aos rótulos, que podem enganar ou influenciar o consumidor a interpretar a informação de maneira errada.

O termo “suco”, por exemplo, pode ser usado por fabricantes nos rótulos de bebidas que apresentam 50% de polpa de frutas no seu uso – sendo que nos outros 50% só podem ser utilizadas substâncias que não realcem o sabor. Essa característica, entretanto, não torna essas bebidas sucos naturais.

Qual é o tipo mais encontrado no mercado?

O néctar de frutas é a fórmula mais disponível dessas bebidas no mercado brasileiro, por isso é muito fácil levar gato por lebre – ou suco por néctar.

Além disso, a legislação mais dificulta o consumidor do que o ajuda – o fato das indústrias poderem classificar suas bebidas como “suco” mesmo se tiverem apenas 50% de fruta, é um exemplo disso.

Por isso, fique atento aos rótulos e preste atenção às listas de ingredientes de cada embalagem – por lei, os ingredientes são listados em ordem de quantidade: o primeiro da lista é sempre aquele em maior quantidade.

Qual bebida devo escolher para minha dieta?

A melhor opção é sempre o suco de frutas natural, feito em casa e com a polpa de fruta fresca.

Como é uma opção muitas vezes difícil de ser preparada no dia a dia corrido, o suco de frutas industrializado é a melhor opção, quando comparado com o néctar e o refresco, pois apresentam menor concentração de açúcar e conservantes.

Na hora de comprar o seu suco, não deixe de conferir o rótulo e verificar se você está adquirindo um produto que é fabricado com 100% de polpa de fruta em sua composição.

Qual dessas três bebidas você usualmente consome na sua rotina? Você pretende trocar o néctar e o refresco por porções de suco de frutas no seu dia a dia? Deixe seu comentário sobre esse assunto!

 

Mais disposição com GreenCoffee Slim!

Comentários

Comentários