O brasileiro já entendeu que fazer exercício é importante. Só não entendeu como se manter na academia.

Mais da metade dos alunos que são matriculados nos estabelecimentos, desistem ainda nos primeiros 45 dias de treino.

Parte dessa desmotivação se deve à falta de atenção dos professores, que têm que se dividir para atender vários alunos.

A vergonha do próprio corpo também é causa recorrente do abandono de treinos em espaços coletivos, mas a boa notícia para os desmotivados é que um personal trainer pode dar fim ao sedentarismo, de maneira mais personalizada, individualizada e com resultados efetivos.

Quer saber se realmente vale a pena contratar um personal trainer e se esse profissional é indicado para seu caso?

O que é?

O nome vem de outro idioma, mas o conceito de personal trainer é bem fácil de entender.

Esse profissional nada mais é do que um treinador pessoal que deve ter formação e experiência na área de Educação Física.

É essa formação que vai assegurar que o profissional está apto a ministrar, orientar e supervisionar treinamentos de forma alinhada aos objetivos do seu aluno.

Para atuar como personal trainer, além de ser formado em Educação Física, ele precisa estar devidamente registrado no Conselho Regional de Educação Física.

Vale ressaltar que o treinador pessoal pode ser especializado em segmentos variados de atividades, dentre eles a musculação, dança, pilates, yoga, corrida, alongamento, fitness, artes marciais, corrida, reabilitação cardíaca, reabilitação musculoesquelética etc.

Cumpre acrescentar que a atuação do personal trainer não está limitada às academias, ginásios e clubes.

Pelo contrário! Cada vez mais esses profissionais estão sendo requisitados para prestar um atendimento individualizado em casa.

Para muitas pessoas, treinar no conforto do lar é mais cômodo e motivador. Faz sentido, né?

O bom personal é peça-chave no processo de emagrecimento de quem quer eliminar peso e medidas sem comprometer a saúde.

Além disso, o acompanhamento do personal ajuda na tonificação muscular e manutenção do foco nas metas, afinal, há alguém para monitorar os resultados de perto e estimular o aluno a seguir na rotina de treinos.

Para quem é ideal?

Não há um grupo específico para o qual a ajuda de um personal trainer é indicada.

Na verdade, esse profissional pode ser útil para homens e mulheres, jovens ou idosos, sedentários ou pessoas que já se exercitam.

Entretanto, o personal é ideal para alunos que tenham um perfil composto uma ou mais características listadas abaixo

Pessoas que desejam mais flexibilidade na rotina

A rotina intensa no trabalho, o trânsito caótico e a agenda lotada não devem ser pretextos suficientes para não treinar.

Com um personal trainer, é possível malhar em horários flexíveis e montar um programa alinhado ao seu estilo de vida.

Pessoas que buscam atendimento individualizado

Se você faz parte do grupo insatisfeito com atendimentos superficiais na academia, contratar um personal pode ser a solução perfeita para levar a rotina de treinos a sério.

O personal trainer monta programas personalizados de acordo com as necessidades de cada aluno e essa é justamente a maior vantagem de ter um bom profissional acompanhando os treinos de perto.

Pessoas que treinam melhor com a supervisão de um profissional

Se você é daquelas pessoas que fazem a abdominal de qualquer jeito ou pulam o alongamento só para terminar rápido, então a ajuda de um personal se torna essencial.

Portanto, se você tem dificuldades claras no autogerenciamento dos seus treinos, recorra a um treinador pessoal.

Pessoas que não obtiveram sucesso malhando sozinhas

Você que sente que já tentou de tudo, se matriculou várias vezes na academia, mas desistiu no meio do caminho, se ainda não contratou um personal trainer, talvez seja o momento oportuno de fazer essa experiência.

Pessoas que não se sentem à vontade com o próprio corpo

Para quem não se sente à vontade de malhar na academia e estar cercada/cercado de corpos sarados, malhar em casa, com um personal, é uma ótima estratégia para melhorar sua motivação e seu físico, ganhar confiança, elevar a autoestima e, posteriormente, investir em treinos coletivos.

Pessoas que querem se exercitar com total segurança

O know how do personal trainer vai garantir que o aluno se exercite sem prejudicar a saúde.

O peso e a intensidade serão ajustados de acordo com as potencialidades de cada um. Por exemplo, se o aluno tem problemas no joelho ou coluna, o programa de treinos contemplará exercícios que não afetem negativamente essa parte do corpo.

Quanto custa para contratar um personal trainer?

Barato não é, mas mais do que gasto, contratar um personal trainer é um investimento.

Cada momento passado com o treinador pessoal é realmente um investimento em si mesmo, pois o aluno acaba pagando por mais atenção no treino, menos gastos com médicos e remédios, além de evitar o inconveniente (para não dizer desperdício) de pagar academia e não ir à aula.

O preço do personal varia de acordo com o profissional, região onde ele atua e número de sessões semanais, mas se a pessoa pesquisar, certamente encontrará um profissional com preço que caiba no bolso e que ofereça diversificadas condições de pagamento.

O valor médio cobrado pelos profissionais, oscila bastante, geralmente abaixo de 100 reais hora/aula. No entanto, há treinadores pessoais mais badalados e requisitados, que chegam a cobrar R$200 ou mais por aula.

O preço que se paga é alto, mas segundo os adeptos ao acompanhamento de treinadores pessoais, quando o profissional é bom, o investimento é realmente compensador, já que os resultados são excelentes.

Os locais onde o serviço de personal é mais caro no Brasil são os seguintes: Curitiba, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Goiânia, Belo Horizonte, São Paulo, Recife e Campinas. Ainda assim, é possível encontrar, nesses lugares, profissionais que ofereçam um bom custo-benefício.

9 personal trainers que você tem que conhecer

Bruno D´Orleans

Bruno D´Orleans é um educador físico e personal trainer conhecido por usar o CrossCore, um equipamento funcional que usa o peso do corpo como carga para os exercícios.

Ele trabalha em diferentes praias cariocas e seus alunos mais famosos são Fernanda Souza, Thiaguinho, Camila Rodrigues, Samara Felippo, Fernanda Paes Leme, Alinne Rosa  e Fernanda Rodrigues.

Chico Salgado

Outro queridinho no cenário fitness brasileiro é Chico Salgado. Educador físico formado em muay-thai, boxe,  black belt, jiu-jitsu,  MMA Fitness e Funcional, ele dá aulas para Giovana Ewbank, Grazi Massafera, Bruno Gagliasso, Fiorella Mattheis, Marcelo Serrado, Júnior Lima, Dudu Azevedo, Thiago Martins, etc. Salghter, uma proposta funcional de treinos que engloba MMA.

Claro que cada programa é individualizado de acordo com as necessidades dos alunos.

Márcio Lui

Márcio Lui é personal trainer de Sabrina Sato e Adriane Galisteu, duas celebridades saradíssimas.

Ele atende em São Paulo e, além de ser treinador pessoal, dá aulas de Body Tech. E veja só o currículo do coach: ele é formado em Educação Física e tem especializações psicologia e reabilitação motora.

Sérgio Bolão

Sérgio Bolão é um experiente professor de Educação Física especializado em lutas.

Ele é um dos responsáveis por ajudar a atriz Giovanna Lancellotti a secar. Além de aulas particulares,  bolão dá aulas coletivas de Jiu-Jitsu na sua academia. Vale destacar que o professor é pós-graduado em treino de força e personal training.

Flávio Settanni

Esse personal é o autor do  famoso programa Life Coaching in Fitness, um programa eficaz, flexível e prazeroso.

Os métodos do programa de Settani foram aplicados em várias academias paulistas e, no ano de 1993, ele se tornou um dos primeiros treinadores pessoais do Brasil.

Hoje, o personal de Luciana Gimenez atende em casa, mas também é o proprietário e diretor da academia Settcoaching, um estabelecimento voltado para a vida saudável, que tem mais de 400 alunos.

Guilherme Assad

Personal de Tici Pinheiro e Caroline Bittencourt, Guilherme Assad é conhecido por indicar exercícios de rápido aproveitamento e que exigem esforços de diferentes áreas do corpo.

Suas sequências mesclam agachamento, levantamento de peso etc.

Sílvio Cabral do Nascimento

Sílvio é professor de Educação Física e tem pós-graduação em reabilitação cardíaca e condicionamento físico para grupos especiais.

Já treinou a musa nipônica Sabrina Sato para preparar o corpo da japa para arrasar como rainha e madrinha de bateria. Atualmente, é colunista da Revista Dieta Já e um dos mais famosos preparadores físicos do país.

Átila “Cebola” Rodrigues

Atila Rodrigues, também conhecido como “Cebola” é um professor de Educação Física e treinador especialista em Boxe.

Ele treina a modelo Luize Altenhofen e a empresária Cristiana Arcangeli. Como a maioria de seus alunos dispõe de pouco tempo para ir à academia, ele monta programas de treino com 40 minutos, duas ou três vezes na semana, em forma de circuitos intervalados.

César Patti

César é consultor esportivo, professor acadêmico e personal trainer.

Ele já atendeu clientes como Fernanda Lima, Pietra Ferrari, Daniela Cicarelli e  Flávia Lippi, além disso, tem experiência em programas para obesos e pessoas na 3ª idade. Belo currículo, não?

Há também os badalados treinadores pessoais gringos. Os mais famosos são Teddy Bass (personal de Cameron Diaz e Lucy Liu), Andie Hecker (personal de Natalie Portman), Ramona Braganza (treinadora de Jessica Alba e Anne Hathaway), Tracy Anderson (personal de Madonna,  Gwyneth Paltrow, Jessica Simpson e Jennifer Lopez), Gunnar Peterson (personal trainer de Halle Berry, Sofia Vergara e Kim Kardashian) e Harley Pasternak (treinador de Jennifer Hudson,  Katy Perry e Megan Fox).

Afinal, vale a pena para mim?

Essa pergunta apenas você pode responder.

Se você se identificou com as características que mencionamos anteriormente e se sozinho você não tem conseguido alcançar os resultados que almeja na academia, contratar um personal pode se configurar como um investimento que vale muito a pena para você, desde que realmente esteja disposta a se dedicar, afinal, nem mesmo os “gurus fitness” que apareceram na nossa lista são capazes de fazer milagres.

Não adianta desembolsar R$100 ou R$200 em uma aula e não se esforçar para, de fato, fazer valer a pena. Lembre-se de que o corpo perfeito é resultado de treinos regulares, alimentação balanceada e hábitos saudáveis, como dormir bem, se abster do álcool e do tabagismo, ou seja, sozinho o personal trainer, por melhor que ele seja, não resolverá seu problema.

Para otimizar os resultados com o personal, o serviço do treinador pessoal pode e deve ser complementado, simultaneamente, com o trabalho de profissionais da área de nutrição, cardiologia, endocrinologia e fisioterapia.

Dicas para escolher o seu personal trainer

Se você se decidiu por contratar um treinador pessoal, não faça isso sem antes conferir as nossas dicas:

  • Busque referências. Não feche acordo com o profissional sem procurar informações sobre a experiência, método de trabalho e reputação do preparador físico.
  • Confira se ele possui cadastro no conselho de educação física (CREF) com permissão ativa para o exercício da profissão.
  • Veja a possibilidade de fazer uma aula experimental para saber se realmente o perfil do profissional te atende.
  • Verifique se a sua agenda e a agenda do professor são compatíveis.
  • Pesquise e compare os preços. Em tempos de crise, qualquer economia é bem-vinda!

E então, depois de ler o nosso post, você acha que vale a pena contratar um personal trainer? Já experimentou contratar um profissional assim para te ajudar a alcançar os seus objetivos? Se você acredita que esse profissional realmente pode fazer a diferença nos resultado e se está decidido a investir em um treinador pessoal para te orientar e te acompanhar nos treinos, siga as nossas dicas para fazer a escolha certa! E se você também tem alguma dica interessante ou quer compartilhar a sua opinião com a gente e com os outros leitores, deixe o seu comentário!

Mais disposição com GreenCoffee Slim!

Comentários

Comentários