Ninguém em sã consciência gosta de comida sem tempero. Mas além de dar vida e sabor aos alimentos, os temperos também podem fazer muito bem à saúde. Basta saber escolher!

Por isso, preparamos um post com várias dicas sobre quais temperos usar nas suas receitas, com uma lista com os 12 melhores para a saúde.

Mas além dos benefícios específicos, que variam de acordo com as substâncias e nutrientes presentes em cada um dos temperos, eles também são uma ótima pedida para você reduzir o consumo de sal.

É isso mesmo! Quando você tempera bem a comida, acaba usando menos sal – e todo mundo sabe o quanto o excesso de sal pode ser perigoso, né?!

Então confira abaixo tudo sobre os melhores temperos para ter na sua despensa, e aproveite!

Os 12 melhores temperos para sua saúde

Alecrim

É uma planta originária da região do Mediterrâneo, e é chamada de “erva da lembrança”. Um ramo de alecrim era trocado entre os namorados por conter um aroma que revigora a memória e melhora o humor.

Contém um óleo volátil chamado rosemaricina que auxilia na melhora da circulação, estimula a digestão e possui um efeito levemente diurético. O alecrim também é indicado para combater os estresses físico e mental.

Doce e perfumada, é uma ótima opção para pratos com carneiros, sopas, assados, peixes e frutos do mar, molhos de tomate batatas cozidas, couve flor, espinafre e cogumelos.

Canela

A canela tem sido usada há séculos para tratar náusea, vômito e problemas digestivos. O óleo de canela contém eugenol, um leve sedativo para a dor que relaxa a musculatura.

O composto mais estudado na canela é a metil-hidroxicalcona (MHCP), que imita a ação da insulina e ajuda a equilibrar os níveis de glicose sanguínea.

A canela é considerada um super antioxidante devido a presente de compostos que reduzem os radicais livres.

Além disso, a canela possui efeito termogênico e atua na redução de gordura corporal; na diminuição da oxidação do colesterol LDL; possui efeito na regulação da glicose sanguínea, sendo ótima estratégia para pessoas com diabetes tipo 2; possui atividade anti carcinogênica; participa da modulação da inflamação e melhora da dor na artrite reumatoide e diversas outras doenças reumatológicas.

Você pode usar a canela em diversas receitas, com frutas e na forma de chá.

Cúrcuma

A cúrcuma possui várias propriedades anticancerígenas que podem ser responsáveis pelas diferenças na incidência de vários tipos de câncer observados entre a Índia e a América do Norte.

Possui substância com propriedades anti-inflamatórias que melhoram o metabolismo hepático e reduzem o colesterol.

Além disso, é um potente antioxidante e ajuda também no processo de emagrecimento, no combate de doenças como artrite, reumatismo e dores musculares devido a ação anti-inflamatória.

O açafrão pode ser usado em caldos de legumes, arroz, carnes, sopas, risotos e etc..

Cominho

O cominho tem uma substância com propriedade para prevenir o câncer. Entre os condimentos analisado, foi o mais potente para prevenir o câncer urológico.

Além disso, contém cálcio, Vitamina B1 e B2 e por isso ajuda na desintoxicação do fígado.

Um estudo verificou que diversos estudos em laboratório apontam o cominho como uma alternativa no combate aos micro-organismos, já que protege as células de bactérias, vírus e fungos, devido à presença de ácidos fenólicos e flavonoides variados, substâncias reconhecidas por sua atividade biológica.

Você pode usar o cominho em diversos pratos, como carnes, massas, cogumelos, receitas com soja, peixes e feijões.

Cebolinha

Introduzida no Brasil pelos portugueses, a cebolinha tem um sabor semelhante ao da cebola, pois pertence a mesma família e também do alho.

Possui propriedades bactericidas, auxilia no controle da pressão arterial e é rica em vitaminas A e C. Além disso, o cheiro da cebolinha estimula a liberação de sucos digestivos, facilitando a digestão.

A cebolinha pode ser usada em pratos com peixes, massas, sopas e até em saladas.

Sementes de coentro

As sementes de coentro sempre foram conhecidas como especiarias com ação curativo. Na Europa elas são chamadas de “planta antidiabética”; na Índia elas são utilizadas por suas propriedades anti-inflamatórias; e atualmente, nos EUA, as sementes estão sendo estudadas pela sua capacidade de reduzirem o colesterol.

As sementes de coentro também funcionam como um estimulante para o estômago e o intestino, pois contêm três flavonoides antioxidantes – linalol, o pineno e o terpinino.

A semente de coentro é rica em vitamina C, vitaminas do complexo B, ferro, magnésio e cálcio.

Manjericão

Contém monoterpenos com propriedade antioxidante, auxiliando no combate ao envelhecimento precoce.

Ajuda na digestão, alivia cólicas e também diminui a formação de gases. Esses benefícios ocorrem devido a presença da substância chamada eugenol. O eugenol é bom também para dores musculares.

O manjericão vai muito bem com massas.

Noz moscada

Essa erva é incluída nos remédios para náusea, má digestão e cólica, graças à miristicina.

O consumo de noz-moscada em quantidades habituais (uma pitada por porção) além de agregar sabor, também é fonte de compostos fenólicos que são aliados à uma vida saudável.

Pode ser usado em pratos em sopas, em pratos com espinafre, abóbora, massas, caldos, molho branco light, risotos e etc.

Orégano

O orégano possui vários compostos fenólicos, lipídios e ácidos graxos, flavonóides, antocianinas, além de ser rico em outras substâncias antioxidantes e cálcio.

Este famoso tempero previne distúrbios gastrointestinais, auxilia na digestão, na redução dos níveis de colesterol e glicose no sangue. Além disso, tem ação diurética e auxilia na prevenção do câncer.

O orégano é muito utilizado em pizzas, mas também podem ser usados em molhos de tomate, berinjela ao forno e em caldos de verduras e carnes.

Pimenta

A capsaicina, substância encontrada na pimenta, é usada para tratar vários tipos de dores. É um potente vasodilatador e descongestionante.

Muitos consideram a pimenta uma super erva, e a capsaicina não apenas melhora a dor, mas também libera endorfinas no cérebro.

Apimenta ainda tem efeito termogênico, aumentando o gasto calórico e, consequentemente, ajudando na perda de peso.

Também é uma fonte natural de vitaminas A e C.

A pimenta pode ser usada em diversos pratos.

Tomilho

Como a maioria das ervas culinárias, o tomilho é digestivo.

Contém óleos voláteis, entre eles o timol, que fortalece o sistema imune e tem ação bactericida, fungicida e antiviral. Seus óleos voláteis ajudam principalmente na digestão de gorduras.

O tomilho é uma fonte de vitaminas C, D, e complexo B, além de conter iodo, sódio e sulfatoe pode ser usado com carnes, feijão, sopas, saladas, frutos do mar, legumes e até em frutas na forma de compotas.

Gengibre

O gengibre é rico em compostos fenólicos que assim como os gingeróis são conhecidos pela ação antioxidante, auxiliando no combate aos radicais livreis produzidos pelo corpo.

Esta erva também tem ação anti-inflamatória, reduzindo a ação de compostos inflamatórios; e nos músculos, auxiliando na diminuição da dor e fadiga muscular. Age também como anti-enjoo natural: auxilia no tratamento profilático contra náuseas causadas por movimentos, cirurgias e gestação.

O gengibre pode ser usado em sopas, sucos, chás e muito mais.

E aí… qual o seu preferido? E qual você pretende experimentar? Conte pra gente nos comentários!

Mais disposição com GreenCoffee Slim!

Comentários

Comentários