Profissionais da área da saúde sempre gostam de reforçar a importância de aprender a comer de tudo, já que todos os alimentos têm sua participação na manutenção de um organismo saudável. Dentro deste conceito é interessante discutir o papel de um grupo alimentar que é frequentemente julgado por seu valor calórico e não por suas qualidades nutricionais: as oleaginosas. No post de hoje você vai entender que, apesar das calorias, as oleaginosas possuem importante função nutricional.

O que são as oleaginosas?

As oleaginosas são um grupo de alimentos, geralmente com características de sementes ou nozes. Elas combinam uma estrutura rígida e saborosa com uma grande concentração de ácidos graxos.

Quais são os alimentos oleaginosos mais consumidos?

Os alimentos oleaginosos mais consumidos e mais conhecidos são as castanhas, a noz, o amendoim, as amêndoas, a avelã e o pistache. Todos estes produtos apresentam características nutricionais semelhantes, com pequenas diferenças em concentrações de alguns minerais ou tipos específicos de ácidos graxos.

Quais são os benefícios nutricionais do consumo destes alimentos?

Vários são os benefícios do consumo regular e moderado destes tipos de alimentos. Todos eles apresentam boa concentração de ácidos graxos ômega 3 e 6, que têm várias ações importantes no organismo humano.

Alguns desses benefícios são: ação antioxidante, melhora no perfil lipídico (pois estimulam a produção de colesterol bom e a redução do ruim), papel essencial na produção de hormônios sexuais e influência significativa na sensação de saciedade.

Além disso, as oleaginosas tem vitamina E, que também tem ação antioxidante poderosa. Os minerais encontrados nas oleaginosas são importantes para a saúde humana já que o zinco e o selênio participam diretamente da formação de novas células no corpo e podem influenciar o aumento da imunidade corporal. O ferro, por sua vez, é um importante composto das células sanguíneas do organismo.

As oleaginosas ainda são ricas em fibras alimentares que, além de reforçarem todas as funções metabólicas citadas acima, ajudam a regular o intestino, a controlar os níveis de glicose e a aumentar a perda de peso.

Como adequar o consumo de oleaginosas à minha rotina?

A característica das oleaginosas que mais preocupa quem gosta de consumir estes produtos é o valor calórico. Como estes alimentos são ricos em óleos vegetais (daí o nome, oleaginosas), seu consumo é frequentemente relacionado com um alto teor de calorias. Por este motivo, o consumo de oleaginosas deve ser feito com cautela e, preferencialmente, com o acompanhamento de um nutricionista. Como os diferentes tipos de oleaginosas podem apresentar diferentes concentrações de ácidos graxos, a variação entre seus valores calóricos também pode ser grande, por isto é preciso aprender a porção ideal de consumo para cada um destes alimentos.

Na dúvida não esqueça de consultar um profissional de confiança, para que ele possa lhe ajudar a adequar as porções às suas necessidades nutricionais.

O excesso de gordura destes alimentos pode atrapalhar meu peso?

Como discutimos no item anterior, é preciso um pouco de cautela na hora de consumir oleaginosos para que eles não se tornem vilões da sua dieta.

Esta alta concentração de ácidos graxos, entretanto, não é definitiva para, sozinha, afetar o seu peso corporal total. A manutenção do peso é o resultado da ingestão de vários tipos de alimentos, feita de maneira equilibrada e associada com práticas de atividades físicas frequentes. Se você ingere a porção correta de oleaginosas no seu dia a dia e continua levando sua rotina com bons hábitos de vida, é pouco provável que estes alimentos afetem seu peso corporal.

Mais disposição com GreenCoffee Slim!

Comentários

Comentários