Que fazer exercícios físicos é ótimo para a saúde todo mundo já sabe. Mas você já parou para pensar nos benefícios de praticar esportes aquáticos?

Além de se refrescar e se divertir, nadar, fazer hidroginástica ou surfar, por exemplo, são ótimas formas de emagrecer e melhorar a circulação sanguínea, sem impactar as articulações.

Para quem já cansou de fazer sempre os mesmos exercícios, os esportes aquáticos podem ser uma boa opção para mudar, fazer algo novo, divertido, e que tem vários benefícios para a saúde!

Muitas academias têm investido em novidades, para atrair mais alunos, e várias aulas estão sendo adaptadas para dentro da água, como o jump, o spinning e até a tradicional corrida.

Além disso, há opções para todos os gostos.

Tem para quem gosta de adrenalina, para quem prefere tranquilidade; para jovens, para os mais velhos… são mmuitas modalidades possíveis!

Benefícios dos esportes aquáticos

1- Melhoram o condicionamento físico

Sabe aquela falta de ar, palpitação e aperto no peito depois de subir uma escada?

Praticando um esporte aquático você poderá dizer adeus a esse tipo de situação!

As atividades físicas na água melhoram muito o sistema cardiovascular e respiratório, o que aumenta a sua disposição e deixa o seu coração e o seu pulmão mais fortes e preparados para as atividades do dia a dia.

2- Não sobrecarregam as articulações

Com a redução do peso do corpo em 90% dentro da água, não há praticamente nenhum impacto sobre joelhos, tornozelos e outras articulações.

Isso permite praticar a atividade até mesmo com altos níveis de intensidade, sem apresentar riscos para o corpo.

Grávidas, pessoas que estão com sobrepeso e idosos, principalmente, se beneficiam dessa característica dos esportes aquáticos.

Eles sentem menos os impactos das atividades dentro da água e conseguem manter uma rotina de exercícios físicos, sem o risco de se lesionar.

3- Queimam muitas calorias

Como as atividades dentro da água podem ser realizadas com muita intensidade, pois você nem sente o efeito, a queima de calorias é muito alta, o que acelera a perda de peso.

Então, quem precisa ou quer emagrecer mais rápido pode apostar nos esportes aquáticos para se ver livre dos quilos e gorduras indesejados rapidinho e de forma saudável, que é o mais importante sempre!

4- Diminuem a celulite

Fazer atividades dentro da água tem um poder massageador muito forte.

Pois os movimentos dentro da água ativam a circulação sanguínea e com a queima de gordura intensificada, auxilia no desaparecimento da celulite

5- Reduzem o estresse

Como em toda atividade física, ao praticar um esporte aquático, o corpo libera endorfina, hormônio que atua sobre a dor e o estresse, deixando o corpo relaxado.

E para melhorar ainda mais, a água tem um efeito massageador e calmante, que torna a atividade ainda mais prazerosa.

6- Provocam um cansaço mais leve

Quando praticamos uma atividade física fora da água, o cansaço é mais intenso, e faz com que o coração dispare e há uma grande produção de suor.

Dentro da água, as partes do corpo envolvidas na atividade são as que sofrem os efeitos, mas ao mesmo tempo, são relaxadas.

Por isso, é muito normal sentir o alívio das tensões e até mesmo sono depois de realizar esse tipo de exercício.

Principais tipos de esportes aquáticos

Que tal conhecer agora os principais esportes aquáticos, quantas calorias são gastas em média por aula e, assim, escolher a sua opção e começar a se mexer já? Então confira!

Natação

A natação é um dos esportes aquáticos mais antigos e continua sendo uma excelente opção de atividade física.

Ela trabalha todos os músculos do corpo e auxilia na queima de gordura.

Além disso, a natação é uma ótima atividade para o coração e o pulmão, pois ela expande a caixa torácica, melhorando o sistema cardiovascular e respiratório.

Gasto calórico: em média 550 calorias por hora

Hidroginástica

Fazer hidroginástica é uma ótima maneira de melhorar a flexibilidade e a capacidade respiratória.

Além disso, os movimentos realizados durante a aula melhoram a circulação sanguínea, o que ajuda a diminuir a celulite.

Por não provocar nenhum impacto nas articulações é uma atividade muito recomendada por pessoas da terceira idade, grávidas ou quem está sofrendo com o excesso de peso.

Gasto calórico: em média 360 calorias por hora

Surfe

Além de produzir adrenalina, por ser considerado um esporte radical, o surf trabalha pernas e quadris, uma vez que é necessário equilíbrio e firmeza para conseguir se manter sobre a prancha.

Também tem grandes efeitos sobre os braços, por conta dos momentos de remada sobre a prancha.

Além disso, é uma ótima opção para quem aprecia a natureza, o mar e as atividades ao ar livre.

Gasto calórico: em média 480 calorias por hora

Stand up paddle

Assim como o surf, o stand up paddle, também conhecido com SUP, é uma excelente atividade para melhorar o equilíbrio e trabalha pernas e braços, que são exercitados durante toda a atividade.

No entanto, não exige tanta habilidade quanto o surf, uma vez que as atividades são feitas em pé sobre a prancha, com o auxílio de um remo e em locais onde não existam ondas.

Por essa característica, é uma opção que tem atraído muitos adeptos, podendo ser realizada por pessoas de qualquer idade, na piscina, em lagos e até mesmo na praia, desde que fora da área de arrebentação.

Gasto calórico: em média 350 calorias por hora

Canoagem

A canoagem é feita em grupo, dentro de canoas ou caiaques, e é excelente para melhorar a postura, fortalecer o tronco e os membros superiores, através das remadas.

Além disso, ela é ótima para quem quer ficar com o abdome firme, estilo tanquinho, pois trabalha o abdome.

Sem contar os benefícios que gera para a mente, pois é uma atividade ao ar livre, em contato com a natureza, que ajuda as pessoas a relaxarem e se sentirem muito bem.

A única recomendação é que as pessoas que têm algum tipo de problema nos ombros ou coluna devem ficar mais atentos ao praticarem a canoagem, para evitar os riscos de lesão.

Gasto calórico: em média 200 calorias por hora

Hidrobike

Pense em todos os benefícios do spinning, só que sem uma gota de suor!

Essa atividade é a hidrobike, em que os alunos pedalam dentro da água, e trabalham intensidade, estímulo ósseo, resistência muscular e sistema cardiorrespiratório.

Gasto calórico: em média 600 calorias por hora

Hidro jump

Uma adaptação do jump de academia, que é uma potente atividade aeróbica, no hidro jump a cama elástica é colocada dentro da piscina.

Tem uma alta queima de calorias, deixa as pernas firmes e torneadas e acelera o metabolismo.

Por eliminar gordura, diminui a celulite, afina a cintura, e também estimula os ossos, prevenindo a osteoporose.

Gasto calórico: em média 600 calorias por hora

Deep running

Deep running ou corrida dentro da água é uma atividade que melhora a postura e fortalece a musculatura.

Foi criada nos Estados Unidos, na década de 70, para a reabilitação de soldados feridos na guerra, por ser uma forma de praticar a corrida sem sofrer os impactos que ela tem fora da água.

Hoje é comumente usada por atletas e pessoas comuns que querem correr de uma forma diferentes.

Para realizar a atividade, é necessário usar um cinto flutuante, que impeça o contato dos pés com o fundo da piscina.

Algumas pessoas adaptaram o exercício e fazem em locais mais rasos, com caneleiras, que vão justamente fazer o contrário, mantendo a pessoa com os pés no chão.

Gasto calórico: em média 400 calorias por hora

Polo Aquático

O polo profissional é um esporte duro, de certo modo até violento. Mas quando praticado é forma recreativa, é muito divertido e saudável.

O polo aquático lembra o handebol, só que disputado dentro de uma piscina.

Uma das regras do jogo é que os participantes não podem tocar no fundo ou nas laterais da piscina, o que garante uma movimentação do corpo durante toda a partida.

Como é necessário ter muita agilidade para passar a bola para o colega ou fazer um gol, por exemplo, há uma melhora significativa na flexibilidade de quem pratica o esporte.

Além disso, por ser uma atividade que exige muito dos jogadores, há uma queima enorme de calorias, favorecendo muito a perda de peso!

Gasto calórico: em média 600 calorias por hora

Water ioga

Já pensou em fazer uma aula de ioga dentro da água?

A water ioga é exatamente essa atividade, que melhora a flexibilidade e o equilíbrio e queima mais calorias que a ioga comum, por conta da resistência que a água impõe sobre o corpo.

Embora não tenha um gasto calórico tão alto quanto outras atividades, a water ioga é um exercício muito relaxante e que tem muitos benefícios para a mente.

Gasto calórico: em média 200 calorias por hora

Quem pode praticar esportes aquáticos?

Com exceção dos esportes mais radicais como surf e canoagem, por exemplo, qualquer pessoa saudável pode praticar atividades na água.

Mas alguns grupos específicos podem se beneficiar muito com os esportes aquáticos, graças às suas particularidades. Confira!

Sedentários

As atividades na água são ótimas para quem quer iniciar a prática de atividade física, pois cada um segue o seu próprio ritmo;

Pessoas acima do peso

As atividades dentro da água evitam lesões e são ideais para pessoas que estão acima do peso, pois não vão sobrecarregar o tornozelo e o joelho

Idosos

As atividades físicas dentro da água diminuem o risco de artrite e artrose, não forçam as articulações e, como cada um pode seguir o próprio ritmo, sem ser submetido a algo que não suporta.

Pessoas que sofrem de dores crônicas

Como a água tem um efeito massageador e a atividade física por si só libera endorfina, as dores são amenizadas nos esportes aquáticos, sendo ideal para que sofre com a fibromialgia, por exemplo.

Grávidas

Como o peso corporal dentro da água é menor, bem como o impacto sobre as articulações, as atividades aquáticas são ótimas opções para grávidas;

Pessoas que sofrem de problemas respiratórios

Quem tem asma ou bronquite, por exemplo, pode ver seu problema melhorar muito ao praticar uma atividade dentro da água, pois ela diminui a hipersensibilidade dos brônquios, evitando novas crises de falta de ar, por exemplo.

Preciso de orientação para praticar esportes aquáticos?

Como em toda atividade física, o acompanhamento de um profissional é fundamental nos esportes aquáticos também.

Além dos riscos de realizar a atividade de forma errada e não ter os resultados esperados ou até mesmo se machucar, a água também oferece perigo para quem não sabe nadar, por exemplo.

Como vimos, há esportes que podem ser realizados dentro de uma piscina, como a natação, a hidroginástica, e as atividades aeróbicas como hidrobike, hidro jump e deep running, por exemplo.

Mas não dá para surfar em uma piscina, não é mesmo? E aí, quando vamos para o mar ou para rios e lagoas, os riscos aumentam, por conta das ondas, correntes, profundidade etc.

Nesses casos, mais que em qualquer outra situação, é fundamental ter o acompanhamento de profissionais qualificados para garantir a execução correta dos exercícios e, o mais importante, a sua segurança!

Cuidados com a alimentação

A prática de esportes aquáticos aumenta o apetite, pois ela requer muita energia do corpo e há uma grande queima de calorias.

Portanto, se o seu objetivo é perder peso, tenha cuidado com a alimentação e não saia comendo tudo o que ver pela frente!

Uma vida saudável sempre requer uma alimentação balanceada aliada à prática de atividades físicas.

Então, nada de usar o fato de estar praticando esportes aquáticos e gastando muitas calorias como desculpa para se alimentar mal, ok?

Não precisa abrir mão dos alimentos que gosta, mas também não precisa exagerar, não é mesmo?

Agora que você já sabe tudo sobre esportes aquáticos, que tal ir correndo para a piscina, lagoa ou praia, e começar a se exercitar agora mesmo?

Mais disposição com GreenCoffee Slim!

Comentários

Comentários