É possível perder peso relativamente rápido sem recorrer à fórmulas malucas ou abdicar completamente do brigadeiro.

Se você fizer atividades físicas regularmente, passar por uma reeducação alimentar e fizer a dieta certa por um curto período, você vai chegar lá.

Mas é preciso escolher tudo isso com inteligência. Exercícios é um pouco mais fácil: vale qualquer um, desde que você não arrisque sua saúde. O importante é fazer um que você goste, para garantir que vai fazer sempre.

Já a dieta, é preciso que seja escolhida com cuidado. Por isso, preparamos uma lista com algumas das melhores dietas para emagrecer, sem maluquice e sem arriscar a saúde – mas, claro, não espere resultados milagrosos, da noite para o dia.

Quer conferir quais são essas dietas? Acompanhe!

Primeiros passos para emagrecer

Esqueça a segunda-feira!

Quem nunca ouviu um “segunda eu começo” para uma proposta de mudança? A segunda-feira já foi considerada o Dia Internacional da Dieta.

Porém, alguns estudos mostram que um bom dia para começar uma mudança de hábitos alimentares é o domingo. Afinal, geralmente, no domingo temos mais horas vagas para testarmos exercícios físicos e receitas novas.

Domingo também é um bom dia para prepararmos as comidas que levaremos ao trabalho e para uma ida sem pressa às feiras e supermercados.

Por isso, se você realmente quer uma mudança e melhorar a disposição física do seu corpinho, levante bem cedo no fim de semana, coloque aquela playlist inspiradora para tocar e mãos à obra!

Garanta uma boa companhia

Algumas atitudes também favorecem o emagrecimento. Convidar um amigo para almoçar com você, por exemplo, garante um bate papo agradável e desloca o foco da comida para a conversa e outros aspectos.

O prazer em alcançar metas

Um dos primeiros passos para emagrecer é conter os impulsos. Busque atividades que dão prazer e estabeleça um sistema de metas para cumprir.

Quando vir um alimento delicioso e tiver vontade de comê-lo, mesmo estando saciado, pense bem: “se eu não comer isso agora, terei recompensas no futuro”.

Resistir a uma tentação pode ser muito mais prazeroso do que se jogar em um alimento por impulso. Se elas forem grandes, então, vale uma recompensa!

Uma ida ao parque com os amigos, uma taça de champagne no fim de semana ou uma sessão de karaokê com as amigas.

Isso porque há diferenças bem claras entre a fome e a vontade de comer. A primeira é física, indicando uma necessidade do organismo por nutrientes. A segunda é emocional, e se manifesta quando estamos diante de um alimento apetitoso.

Descubra a magia de sua cozinha

Resistir às tentações fica mais fácil quando você tem maior controle sobre a sua alimentação e quando a sua comida tem uma apresentação apetitosa. Por isso, se jogue na cozinha: aprenda a fazer saladas gostosas e a organizar bem os seus alimentos.

Pesquise por referências no Pinterest e em sites de culinária. As saladas em pote, por exemplo, são práticas para serem levadas ao trabalho ou a um piquenique.

Dieta dos pontos

Criado pelo endocrinologista e professor da Faculdade de Medicina da USP Alfredo Halpern, essa dieta foi pensada para que o indivíduo pudesse comer de tudo.

Cada ponto vale 3,6 calorias. O cálculo leva em consideração a altura, idade, peso, sexo e as atividades físicas da pessoa.

A partir dessas variáveis, descobre-se quantos pontos essa pessoa poderá consumir por dia.

Porém, apesar de podermos comer de tudo, é preciso anotar todos os alimentos ingeridos para que o cálculo de pontos seja feito ao final do dia.

Assim, no Sistema de Pontos, uma feijoada deliciosa não é proibida, desde que nos dias posteriores a pessoa consiga compensar ingerindo menos calorias.

Alie a Dieta dos Pontos à busca por uma alimentação balanceada, que forneça todos os nutrientes necessários ao seu corpo, pois a caloria não é o mais importante, e sim a junção dos nutrientes. 

Afinal, de nada adianta se jogar na confeitaria se ao longo do dia você só puder comer uma maçã depois.

Dieta Mediterrânea

Conhecida por ser a dieta mais saudável para o coração, a dieta mediterrânea pede alimentos fresquinhos e nos livra dos industrializados.

Para essa dieta, recomenda-se o consumo de três a quatro porções semanais de tilápia, pescada, sardinha e salmão ao forno ou grelhados. Não vale fritar o peixe!

Esporadicamente, você pode ingerir frango e carne vermelha.

Como a dieta exige alimentos bem frescos, procure preparar os legumes ao vapor, mantendo assim as propriedades nutricionais.

O tomate é essencial: opte pelos orgânicos, já que ele é um dos alimentos mais atingidos por agrotóxicos em nosso país.

Você precisará também de um azeite extravirgem prensado a frio. Duas colheres de sopa ao dia são suficientes para absorver os bons nutrientes desse alimento.

Inclua também no cardápio as castanhas e grãos integrais, que dão sensação de saciedade e evitam exageros na comida.

Quanto aos laticínios, dê preferência para os queijos brancos, leite desnatado ou de amêndoas e iogurte desnatado. 

Uma taça de vinho tinto completa a dieta mediterrânea e ajuda a proteger o coração.

Dieta Antienvelhecimento

A dieta antienvelhecimento tem como objetivo deixar o cardápio diário repleto de antioxidantes. Com baixa caloria, os alimentos ricos nesse composto garantem também o emagrecimento.

São eles os cereais integrais, os peixes, frutas, legumes e muita, muita água.

Romã, cranberry, uvas, frutas cítricas, vermelhas, tomate e maçã são ricos em antioxidantes e podem ser incorporados facilmente aos pratos.

Deixe de fora os alimentos gordurosos, os doces e a farinha branca, que estimulam a produção de radicais livres.

Dieta Dukan

O grande objetivo da dieta Dukan é o emagrecimento definitivo, evitando o efeito sanfona. Trata-se de uma dieta à base de proteínas que pode ser usada como um regime de emergência.

A dieta Dukan se divide em quatro fases, e de acordo com o seu criador, o médico francês Dr. Pierre Dukan, permite a perda de até 5kg em na primeira semana.

Ela é uma dieta momentânea, e depois de completadas as quatro fases, você precisará recorrer a outros métodos para manter o peso desejado.

A duração da primeira fase da dieta depende de quanto você deseja perder.

  • Se você deseja perder 5 kg, fique um dia na primeira fase.

  • Se você deseja perder entre seis e dez quilos, permaneça três dias na primeira fase.

  • Já se você deseja perder de onze a vinte quilos, permaneça 7 dias na primeira fase.

As quatro fases da dieta Dukan são as seguintes

Primeira fase: ataque

Nesse momento da dieta, só podemos comer alimentos ricos em proteínas. Carboidratos e doces são proibidos.

Alimentos indicados: ovos cozidos, quinoa, iogurte, kani, leite desnatado, queijo cottage, carnes magras (cozidas, assadas ou grelhadas, sem adição de gordura), peito de peru defumado.

Você pode comer um pouco de farelo de aveia por dia para saciar a fome. Adicione-o ao iogurte, fica uma delícia!

Bagas de Goji Berry também são aliadas, pois têm poder depurativo.

Fuja: carboidratos e doces.

Segunda fase: cruzeiro

Nessa etapa, são introduzidos legumes e verduras às proteínas, que podem ser consumidos crus ou cozidos em água e sal. Você pode temperá-los com limão, azeite, ervas frescas ou vinagre balsâmico.

Capriche nas saladas em pote e faça bonito no almoço!

Na segunda fase você deve intercalar um dia comendo somente proteínas e outro comendo legumes, verduras e proteínas, até que se complete o prazo de sete dias.

Coma uma colher de bagas de Goji no dia em que comer somente proteínas e duas no dia em que comer verduras, legumes e proteínas.

Alimentos indicados: rabanetes, alface, acelga, rúcula, cogumelos, aipo, berinjela, abóbora, abobrinha.

Fuja: carboidratos, doces e frutas (evite as frutas somente durante a dieta Dukan, hein?).

Terceira fase: consolidação

Na terceira fase da dieta Dukan, você acrescentará frutas e um pouco de carboidrato às proteínas, legumes e verduras.

Você pode comer até duas porções de frutas ao dia, duas fatias de pão integral e um pouco de queijo (prefira os brancos, como cottage ou ricota).

O carboidrato deve ser acrescentado à dieta até duas vezes por semana, em uma porção por dia. Dê preferência para o arroz e o macarrão integral.

Quanto às frutas, opte pelas cítricas e não abuse nas mais calóricos como abacate. 

Para cada quilo que você deseje perder, essa fase deve durar 10 dias. Ou seja, se você deseja perder um quilo, a terceira fase dura 10 dias. Se você desejar perder dois quilos, ela deve durar 20 dias.

Quarta fase: estabilização

Na quarta fase da dieta Dukan, recomenda-se fazer a dieta da primeira fase uma vez por semana, vinte minutos de exercícios físicos por dia e usar as escadas em vez do elevador.

Você também pode ingerir três colheres de farelo de aveia por dia.

Alimentos recomendados: nessa fase, todos os alimentos podem ser ingeridos, mas devemos dar preferência aos integrais. Também é obrigatório comer três porções de frutas por dia.

Fuja: nenhum alimento é proibido. Porém, lembre-se de que a dieta Dukan é temporária, e você precisará de esforço para manter o peso desejado.

Por isso, evite carboidratos, doces e bebidas alcoólicas em excesso e dê preferência para os alimentos frescos e saudáveis. 

A dieta Dukan é restritiva e não leva em conta a reeducação alimentar. Ela pode causar tonturas, mal-estar e fraqueza. Por isso, antes de recorrer a ela, consulte um nutricionista de confiança.

Dieta sem glúten

A dieta sem glúten se popularizou graças à dieta Paleo, que defende que evitemos todos os tipos de grãos, aumentando a ingestão de carne.

Nós já falamos sobre alguns dos benefícios e malefícios propostos por esse tipo de dieta aqui.

E dieta sem glúten exige cuidado e bom discernimento, como todas as que já listamos.

De acordo com o médico italiano Alessio Fasano, em reportagem publicada pelo Bem Estar, substitutos sem glúten contêm mais que o dobro das calorias em relação aos alimentos comuns.

Em uma bolacha, por exemplo, quando você retira o glúten, precisa carregá-la com gordura e açúcar para torná-la palatável.

Porém, de acordo com ele, é possível emagrecer em uma dieta sem glúten se você trocar os alimentos processados por frescos, como frutas, verduras, legumes e carne branca, por exemplo.

Em outra pesquisa divulgada também pelo Bem Estar, constatou-se que cerca de 70 milhões de norte-americanos, o que representa 29% da população adulta nos EUA, estão tentando cortar o consumo de glúten.

No Reino Unido, 60% dos adultos já adquiriu produtos sem glúten e em 10% dos lares acredita-se que glúten faça mal a saúde.

Mas, afinal, qual é a função do glúten? Ele transforma o pão em um alimento mais suave, sendo o responsável pelo crescimento da massa durante a cocção.

No corpo de alguém que tenha a doença celíaca, ele é visto pelo sistema imunológico como um micro-organismo invasor, o que faz com que o corpo reaja com diarreias e vômitos, por exemplo.

Vale lembrar que a doença celíaca é bem diferente de intolerância a glúten! Alguns casos de refluxos gástricos têm recebido a indicação do corte de glúten da dieta.

Isso faz com que uma série de médicos especialistas defendam que os problemas com o glúten recebam uma ampliação no espectro, incluindo desde a doença celíaca até a sensibilidade ao elemento.

O diagnóstico da sensibilidade ao glúten exige uma série de testes a serem feitos com médicos especialistas, e os resultados costumam ser bastante imprecisos.

Por isso, procure o acompanhamento de um profissional antes de retirar o glúten da sua alimentação.

Alie-se ao poder dos suplementos

Emagrecer é uma missão que exige saberes multidisciplinares. Além de enriquecer a dieta com alimentos cheios de fibras e fazer exercícios físicos, há a opção de ingerir suplementos alimentares ricos na substância, tais como o Ultra Slim e a Fibra Slim360.

O ácido clorogênico, que está no café verde, também é um agente poderoso na queima de gorduras.

O whey potein, suplemento mais conhecido do mercado, deve ser adequado às necessidades calóricas e nutricionais de cada pessoa. Pode ser tomado em shakes, e pela eficácia e praticidade, conquista cada vez mais adeptos.

Não há mágica para emagrecer

Desconfie de dietas que prometam um emagrecimento acelerado, como em um passe de mágica. É bem verdade que algumas podem ser mais efetivas que outras em seu organismo, mas o processo de emagrecimento leva um certo tempo.

Afinal, você precisa estabelecer um diálogo entre o seu metabolismo, a ansiedade e as necessidades nutricionais de seu organismo. Por isso, lembre-se de que você precisa cuidar do equilíbrio e da saúde do seu corpo.

Procure o acompanhamento profissional e, caso a sua relação com a comida também seja mediada por ansiedade, stress e outros fatores emocionais, busque a ajuda de um psicólogo ou terapeuta.

Gostou de nossas dicas de dietas para emagrecer rápido? A dieta detox tem sido um dos procedimentos mais divulgados para o emagrecimento rápido, mas vale fazer uma leitura bem apurada antes de correr para o suco de couve!

Confira o nosso guia completo sobre o tema aqui e fique linda no verão sem sofrimentos!

Mais disposição com GreenCoffee Slim!

Comentários

Comentários