mulheres fazendo alongamento

Embora muitos não saibam – ou deixem de fazer por ‘preguiça’ ou por não considerar importante -, o alongamento é essencial para um bom treino e, principalmente, para evitar lesões em decorrência dos exercícios, além de ser bastante benéfico, sobretudo, aos músculos.

Alguns cuidados devem ser tomados para que o efeito dos alongamentos não sejam reversos e esse é justamente nosso objetivo neste texto: explicar a importância e as vantagens de alongar o corpo antes e depois do treinamento, e quais os efeitos disso em sua estrutura física. Vamos lá?

Flexibilidade

O principal objetivo do alongamento é proporcionar maior elasticidade e flexibilidade aos músculos. Essa prática alonga nossa musculatura, deixando-a mais forte, e faz com que os ossos e, especialmente, as articulações tenham maior proteção e trabalhem com maior autonomia.

Alongar o corpo é uma excelente maneira de evitar problemas relacionados ao trabalho ou a realização de atividades repetitivas. Defina um período – de uma em uma hora ou duas em duas – e tire cinco minutos para se alongar. Além de aliviar a tensão dos músculos e articulações, é uma boa forma de manter uma postura correta.

O alongamento e as lesões

Especialistas divergem bastante quando o assunto é a prevenção de lesão associada ao alongamento antes e depois dos treinamentos. Isso ocorre porque ao nos alongarmos, provocamos um estiramento muscular, o que aumenta o número de fibras musculares naquele local. Assim como nos exercícios, essa atividade provoca um estresse muscular.

O ideal antes do treinamento é aquecer o corpo com uma caminhada ou corrida leve para ‘mostrar’ ao organismo que ele irá trabalhar intensamente nos próximos minutos.

Quanto ao alongamento antes dos exercícios, o melhor é fazê-lo de forma suave, sem exigir muito do músculo. Depois de treinos de força e resistência, mais intensos e prolongados, nada de alongar. Este tipo de treinamento provoca micro-traumas na musculatura e forçá-la ainda mais pode ocasionar lesões. Após treinamentos mais leves ou moderados, porém, alongar é uma boa maneira de aliviar a tensão dos músculos e articulações.

Se realizado de maneira correta, o alongamento é extremamente benéfico a médio e longo prazo para deixar nossos músculos mais flexíveis, fortes e resistentes, diminuindo as chances de contusão.

Melhor maneira de alongar

De acordo com um artigo publicado pela organização americana Medicine and Science in Sports and Exercice (MSSE), os alongamentos devem respeitar os grupos musculares e ter duração de 15 e a 45 segundos. Alongar menos que o tempo recomendado não produzirá resultados, enquanto ultrapassar o período indicado pode forçar demais o músculo. As sessões devem ser repetidas de três a cinco vezes.

E esse alongamento deve ser feito de maneira leve, suave. Ao aquecer, você sentirá um desconforto no músculo estendido. Respeite o limite do seu corpo e não exagere na intensidade para não se machucar. Manter uma postura adequada – pés, joelhos e quadril alinhado, e coluna ereta – também são essenciais.

Como vimos aqui, os alongamentos são importantes para nosso corpo, desde que realizados da maneira correta e no momento certo. Antes do treino, alongar é bastante importante, mas de maneira leve e no tempo recomendado. Após os exercícios, observe sua condição física e faça alongamentos suaves, para não forçar ainda mais sua musculatura.

Caso tenha alguma outra dica sobre alongamento, deixe seu comentário e compartilhe-a conosco nos comentários abaixo!

Mais disposição com GreenCoffee Slim!

Comentários

Comentários