Nada de fórmulas mágicas e milagrosas!

Se você quer perder barriga rapidamente, o segredo é fazer exercícios físicos e ter uma alimentação equilibrada.

É claro que existem alguns alimentos, exercícios e dicas específicas para ter resultados melhores. Mas não existem milagres.

Se a “oferta” for boa demais, desconfie. E não caia no papo do amigo do amigo do amigo que que disse que fez e deu certo.

Existem muitas táticas “milagrosas” que comprovadamente não funcionam e, infelizmente, se tornaram comuns.

Veja algumas delas abaixo. Se você estiver fazendo alguma, e não estiver tendo os resultados que esperava, você tem a sua resposta.

#1 Quem tem medo de glúten?

Hoje em dia é só falar em glúten para pairar um silêncio constrangedor no ambiente. É o elefante na sala de estar.

Todo mundo treme nas bases ao se deparar com esse mais do que polêmico componente do trigo. É por isso que dietas sem glúten estão se popularizando por aí.

Mas atenção: os temidos inchaços e má absorção nutricional só irão acontecer se você de fato tiver alergia à proteína (não é todo mundo que tem, só os chamados celíacos).

Procure orientação médica para descobrir se é esse o seu caso antes de largar mão dos preciosos bolinhos e pãezinhos (integrais, viu?).

Se você não tem alergia ou intolerância ao glúten, não precisa deixar de comer – e fazer isso não vai ajuda-lo a perder barriga.

#2 De olho na balança?

Você é daqueles que quer se pesar a todo instante e fica ansioso por resultados, doido para ver os números começarem a cair? Pode parecer contraditório, mas, se você quer emagrecer, esqueça um pouquinho da balança.

Muitas dietas que focam somente na perda de medidas são um tiro no pé justamente porque ignoram nutrientes e alimentos essenciais para a saúde. Esse aspecto acaba ficando de lado por conta da estética.

Não siga por esse caminho: procure fazer uma verdadeira reeducação alimentar, de preferência com o acompanhamento de um profissional da nutrição, que fornecerá uma rotina alimentar balanceada e completa para você.

Cultive bons hábitos, tais como comer uma variedade de legumes, verduras e frutas e ingerir bastante água.

Evite as gorduras, fastfood e o refrigerante diet. Preze pelo seu corpo e a sua saúde e os quilinhos a menos e a redução no abdome serão uma consequência natural. Experiente essa técnica!

#3 Pular o almoço? Nem pensar!

Quando se está tentando perder barriga, uma ideia muito tentadora volta e meia vem à cabeça: “se eu pular o almoço, vou emagrecer mais rápido”. Nem cogite essa possibilidade, pois ela simplesmente não compensa.

Além de privar o seu corpo da calorias (sim!) e nutrientes fundamentais, o que deixa você fraco e irritado, esse hábito pode fazer com que você compense a fome no prato seguinte.

É melhor equilibrar as refeições ao longo do dia, comendo de três em três horas, do que passar da conta na hora do jantar, não é mesmo?

#4 Focar só na dieta? De jeito algum!

Muita gente coloca toda a responsabilidade de emagrecer em cima da comida e se esquece de um componente essencial para a boa forma, saúde e barriga chapadinha: os exercícios físicos.

Tênis, natação, musculação, corrida, bicicleta, dança… são milhares de opções. Escolha a melhor para você e mãos à obra – e, claro: nada de focar apenas no abdominal para alcançar os resultados desejados porque isso também é mito!

Os exercícios, de um modo geral, têm efeito em todo o corpo — o que significa dizer que, sim, aquela voltinha de bicicleta pode ter um efeito direto na sua cintura!

Leia também o nosso post sobre como escolher os melhores exercícios para emagrecer.

#5 Na velocidade da luz

Sabe aquelas dietas milagrosas que prometem resultados incríveis em menos de três horas (ou dias)? Nenhuma delas é verdadeira, por mais que você sigas todas as imposições à risca.

Além de perigosas e verdadeiras ameaças à saúde, o emagrecimento bem feito requer tempo não é repentino: dedicação e paciência. É gradual, cheio de etapas.

Enquanto não inventarem uma máquina do tempo ou uma varinha de condão, não tenha esperanças de emagrecer magicamente da noite para o dia.

#6 Chocolate nunca mais?

Tem coisa mais irritante do que uma dieta muito proibitiva, daquelas que te impedem de comer absolutamente tudo?

Permita-se escapulir da dieta de vez em quando. Não, isso não equivale a dizer que você deva ir no rodízio de pizza todos os dias semana, e sim que é permitido burlar as regras uma vez ou outra.

Se um dia você estiver com muita vontade de comer chocolate depois do almoço, não fique cheio de dilemas e conflitos, desfrute do chocolate em paz. Mas com moderação. Nada de devorar uma barra inteira ou um ovo de páscoa tamanho 60.

Seja parcimonioso e, se possível, faça escolhas conscientes: que tal tentar substituir o sunday da sobremesa por um chocolate amargo, que possui maior quantidade de cacau e é rico em antioxidantes? 

#6 Dieta de um alimento só?

Desconfie das dietas muito restritivas, aquelas que querem te convencer a comer apenas alface ao longo de todo o dia. É duro viver só de folha, não é mesmo? É que seu organismo precisa de uma variedade de nutrientes e sabores.

Por isso, variedade é a palavra da vez. Invista em frutas, verduras, legumes, castanhas. Experiente novos sabores — se você nunca comeu berinjela, que tal dar a ela uma chance?

Que tal tentar novos sucos verdes? Couve vai muito bem com limão ou abacaxi, sabia disso? Reeducação alimentar é também estar aberto a novos sabores!

#8 E se eu seguir a dieta da vizinha?

Não é por que a sua vizinha ficou com uma barriga tanquinho depois da dieta do limão que essa técnica vai funcionar para você também. Nada de reciclar dietas na esperança de que elas se ajustem com perfeição a você. Cada corpo tem suas próprias regras.

#9 Saladinha e barrinha de cereal?

Nós associamos tanto salada e barra de cereal à dieta e restrição alimentar que muitas vezes não paramos nem para pensar se elas são mesmo a melhor escolha.

Uma barrinha tradicional pode conter grande quantidade de açúcar e, por isso, não ser a escolha mais apropriada para quem está em busca de perder medidas.

Já os molhos e alguns componentes da salada podem adicionar calorias demais para quem está de dieta: opte por alimentos saudáveis e pouco calóricos, como o grão-de-bico ou salada de folhas sem molhos industrializados. 

E quanto ao molho? Prefira ficar no básico vinagre e azeite! Conheça outros alimentos que parecem saudáveis, mas não são.

E então? Descobriu se você estava ou não usando alguma medida errada para perder a barriga rapidamente?

Mais disposição com GreenCoffee Slim!

Comentários

Comentários