Quem deseja conquistar o shape ideal já sabe que algumas coisas devem ser abolidas do cardápio, não é? E o refrigerante é um desses itens. À primeira vista, parece impossível cortá-los completamente de sua dieta. Porém, é importante entender que se você deseja ter saúde e ficar bem consigo mesmo na frente do espelho, é necessário fazer escolhas sábias. Tirar o refrigerante da sua dieta é uma dessas escolhas. Veja alguns motivos que vão lhe convencer a eliminá-lo da sua vida de uma ver por todas.

Ataques cardíacos

De acordo com o portal de notícias Huffington Post, tomar refrigerante pode aumentar o risco de ataques cardíacos. Um estudo feito em Harvard demonstrou que ingerir uma bebida açucarada por dia aumenta em 20% o risco de um homem ter infarto ao longo de 22 anos.

Aumento de peso

Além de aumentar os riscos de ter um infarto e morrer, quem toma refrigerantes ingere calorias extras e vazias (sem valores nutricionais) e tende a engordar. O que é péssimo tanto para a saúde quanto para a estética. Sabia que um copo de refrigerante equivale a 10 colheres de chá de açúcar? E se você pensa que está fazendo um grande negócio ao trocar o refrigerante convencional por um diet, está na hora de repensar. A versão dietética é considerada o pior tipo de alimento do mundo, pois contém excesso de sódio e aspartame. O consumo de sódio em excesso se associa a doenças como hirpertensão, insuficiência cardíaca ou renal, e o consumo de aspartame aumenta o risco de câncer.

Osteoporose

Quem nunca ouviu falar do teste feito com um osso de galinha deixado por alguns dias em um copo de coca-cola? Quando o osso foi retirado ele estava poroso e flexível. Esse teste foi só um dos milhares comprovando que o consumo de refrigerantes prejudica o cálcio nos ossos. Vale lembrar que curar a osteoporose é um processo difícil, quase impossível. Por isso é recomendável remediar enquanto há tempo para isso.

Diabetes

Pessoas que consomem bebidas açucaradas em excesso, como os refrigerantes, são mais propensas a adquirirem diabetes tipo 2 (conhecida também como tardia). Um estudo feito com 90 mil mulheres mostrou que aquekas que ingeriam uma ou mais bebidas açucaradas foram duas vezes mais propensas a desenvolverem a doença. As bebidas doces aumentam o nível de glicemia de jejum e resistência à insulina.

Cálculos renais

Os cálculos renais, conhecidos popularmente como pedras nos rins, podem ser agravados com a ingestão de refrigerantes, conforme apontou um estudo desenvolvido por pesquisadores do Hospital Brigham and Women, de Boston, nos Estados Unidos. Aqueles que bebem uma ou mais porções de bebidas açucaradas diariamente, como o refrigerante, tem um risco 23% maior de desenvolver pedras nos rins se comparados aos que bebem menos de uma porção por semana.

Celulite e “barriguinha”

Excesso de refrigerante dá celulite sim e faz com que aquela gordurinha indesejada fique acumulada na barriga, dando o famoso aspecto de pochete. Por meio das grandes taxas de açúcar presentes na composição do refrigerante, fica inevitável impedir a compressão dos vasos sanguíneos pelas células adiposas, que aumentam de tamanho ou aparecem com a ingestão excessiva dos refrigerantes. É essa compressão que gera a celulite.

Fica até difícil continuar consumindo refrigerantes depois dessas informações, não? Deixe esse vilão de lado. Se restou alguma dúvida sobre esse assunto ou caso você conheça outros motivos para cortar o refrigerante da sua vida, escreva um comentário.

Depositphotos.com / OtnaYdur

Mais disposição com GreenCoffee Slim!

Comentários

Comentários